terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

A minha segunda irmã gêmea


Conhecemos-nos à cerca de 10 anos, andávamos no 5 ano as duas e ainda me lembro que íamos as duas todas as quartas-feiras embora para casa no mesmo autocarro, mesmo vivemos em vila diferentes, e conhecemo-nos porque naquele autocarro eramos as únicas assim mais pequeninas, frágeis e íamos sempre à frente uma ao lado da outra. Um dia começamos a conversa e a partir daí ficamos amigas. Depois houve um tempo que a gente quase não e via porque estávamos em escolas diferentes mas sempre que nos víamos fazíamos uma festa uma à outra.
A nossa amizade cresceu quando fomos as duas para o 10 ano, ficamos na mesma escola e por sorte na mesma turma. Ai as coisas começaram a ser de amizade verdadeira e a sério. Passávamos o tempo todo juntas na escola e depois começamos a ir a casa de uma e de outras, passamos férias e aventuras juntas e isto até ao 12 ano. 
Agora estamos as duas na universidade e tenho o maior orgulho nela. Não falamos todos os dias nem pensar mas quando precisamos uma da outra para qualquer coisa que seja estamos lá uma para a outra. Seja a que horas for da noite que ela me ligue a pedir algo ou simplesmente para falar eu estou lá e vice versa. É das pessoas mais bonitas por dentro e humildes que eu conheço. É uma rapariga simples. Ao contrario de mim é uma rapariga introvertida e muito reservada. Gosto da maneira dela ser e de como ela fala com tanta tranquilidade com as pessoas. Sabe ser má, mais que eu, mas também sabe ser muito boa pessoa. É muito atenta aquilo que se passa à sua volta, ao contrario de mim. É inteligente. Sabe estar calada quando deve. Claro que tem os seus defeitos, todos os temos, mas as suas virtudes soam mais alto. 
É a minha irmã gêmea como dizem por ai (dizem que somos muito parecidas), e gosto disso.
Sinto todos os dias falta dela, mas uma falta boa, aquela falta que sei que quando tiver com ela é para estas a 100% uma com a outra para contar tudo uma à outra para sabermos novidades uma da outra. É uma pessoa que me faz bem.
As férias continuam a ser passadas quase sempre juntas mas mais uns penduras sempre connosco,  ao inicio era estranho, mas agora sem eles as coisas seriam bem menos animadas. 

2 comentários:

D. disse...

Amizades verdadeiras essas :)

Catarina disse...

É tão bom ter amizades assim ...